14 fevereiro, 2013

Compactado, Galo vence na Libertadores



Acredito que o Atlético/MG começou a vencer o clássico quando, num ato inteligente, escolheu o estádio Independência em detrimento ao Mineirão. Lá, no aconchego do seu "lar", os atleticanos aprenderam a jogar em espaço reduzido e - o que é melhor - com o apoio da torcida. Há quem diga que a torcida alvinegra do Galo é a mais apaixonante e vibrante do planeta. Tenho minhas dúvidas. 

O que não duvido, de fato, é que ela, em sua maioria, fez a diferença. Apoiou, gritou, cantou e empurrou o time nos 90 minutos do primeiro duelo brasileiro. Talentos individuais como Ronaldinho, Bernard, Rever, Jô, Pierre na marcação e Vitor no gol, deram ao Atlético a supremacia no compromisso importante de estreia. Compromisso que, sem sombra de dúvidas, era o mais difícil do grupo. 

Enfrentaram nada mais, nada menos, do que o São Paulo, dono da América e time que é acostumado a jogar a Libertadores. Ronaldinho fez, sim, uma excelente partida. Fez, porque jogou o simples, o básico, e conseguiu transformar sua qualidade em objetividade. Não tenho dúvida que, depois da partida, os corneteiros de plantão soltaram: "Estão vendo? Ronaldinho é Seleção". Tem também aquelas manchetes mirabolantes em jornais e portais por todos os lados. "Ronaldinho massacra e Atlético/MG vence". "Gênio, Ronaldinho Gaúcho atropela o São Paulo". 

Muita calma nessa hora, muita calma. Que é o jogador de qualidade e diferenciado, é. Mas foi apenas a primeira partida de uma competição que revelará muita coisa no decorrer do tempo. Até porque, diga-se de passagem, teremos outros confrontos brasileiros pela frente. Ao Atlético, fica a tranquilidade da vitória na estreia. Ao São Paulo, a sensação de que, nas próximas partidas, a equipe precisa se encontrar taticamente para conseguir os três primeiros pontos. 

Na outra partida envolvendo brasileiro, para variar, o Fred salvou o Fluminense. Este merece o salário que ganha. E as bebidas que toma. Valem a pena. 

Fiasco total ficou para a partida do Boca que, logo na estreia, perdeu para o Toluca, por 2 a 1. Loucura, loucura, loucura.

Um comentário:

Anônimo disse...

Just outstanding writing! I seriously really liked checking out the software, tonsil stones you're an awesome journalist.I can take the time to bookmark your site Satellite direct review and will typically give back sooner or later. Let me support you continue on a person's good posts, have a very pleasant holiday penis advantage saturday and sunday!