28 fevereiro, 2012

Melhores momentos da partida entre Francana x Independente

Rapidinhas

Brumati - Não foi julgado e estará a disposição para os dois próximos compromissos do Independente. Seu julgamento será realizado na próxima segunda-feira.

Dispensas - A Diretoria promete anunciar a dispensa de alguns jogadores nas próximas horas. Visando a reestruturação no elenco, alguns jogadores que não vinham sendo utilizados serão liberados para procurar outro clube. São os casos do Goleiro Everton, os volantes Ronaldo e André, o lateral esquerdo João Gabriel e o atacante Murilo.

Desfalques - Expulso na última partida, o zagueiro Fernando será desfaque certo para a partida contra o Rio Branco. Outro que também pode ser barrado pelo departamento médico é o meia Terrão que passará por nova análise na tarde desta quarta-feira para saber a real condição do atleta.

Documentação - A diretoria pretente agilizar o processo contratual dos jogadores Ricardinho, Evanílson e Fabiano Heves para ficarem a disposição nesta quarta. Cidinho, gerente de futebol, corre contra o tempo para conseguir as liberações.

Independente contrata goleiro


Fabiano Heves defendeu as categorias de base da seleção brasileira e vem
para ser titular do Galo

Denis Suidedos

Visando a sequência da competição e o grau de exigência técnica, o
Independente anunciou ontem a contratação do goleiro Fabiano Heves, de
29 anos, que estava na Santacruzense.

O atleta que teve passagens pela seleção brasileira Sub-17 e Sub-20,
iniciou sua carreira no Internacional de Porto Alegre e teve passagens
por clubes como Juventude, Mogi Mirim, Corinthians Alagoano, XV de
Piracicaba, Paraná e Sport Huancayo, do Peru.

Em contato telefônico, Fabiano falou sobre a expectativa de chegar ao
Galo. "Vinha mantendo contato com o Márcio Granada há muito tempo e
estou feliz de poder ajudar o Independente na Séria A-3. Chego
respeitando meus companheiros mas vou buscar meu espaço, não tenha
dúvida", salientou. Wandinho e Everton ficarão como opções.
Os próximos três confrontos serão importantes para a sequência do Galo
na Série A-3. O próximo adversário será o Rio Branco, fora de casa. A
equipe de Americana soma 17 pontos em oito rodadas e tem um
aproveitamento de 70.8% na 3ª colocação.

Depois, no domingo, o alvinegro enfrentará o Grêmio Osasco, às 10h. O
time do técnico Toninho Moura tem 16 pontos e ocupa a 4ª colocação na
tabela de classificação.

Por fim, o Independente recebe o temido Capivariano que é o líder do
Campeonato. Nos 24 pontos em disputa, o time do Presidente Osvaldo
Agostinho Riccomini conquistou 21, sendo sete vitórias e uma derrota.
Nada mal para a equipe que ficou com o vice-campeonato da Segundona do
ano passado.

Apatia

No Independente, o discurso de apatia voltou a circular entre os
jogadores e a comissão técnica. "Precisamos de mais pegada, mais
entrega. O time, sobretudo no primeiro tempo, está apático e precisamos
contornar a situação da melhor forma possível. Tenho a consciência de
que estamos devendo uma boa apresentação no Pradão. Vamos trabalhar para
o compromisso da próxima quarta-feira, contra o Rio Branco, em
Americana. Não temos muito tempo para lamentar e ficar apontando
culpados. Vamos nos concentrar, todos juntos, e buscar o resultado fora
de casa", disse o técnico Sandro Gomes ao término da partida.

27 fevereiro, 2012

Galo apresenta Evanílson


O lateral Evanílson, de 36 anos, ex-futebol mineiro e Seleção Brasileira, foi apresentado ontem no Pradão, antes do jogo contra o Taubaté, vencido pelo Burro da Central por 2 a 1, de virada. O novo reforço foi recepcionado pelo presidente Colodoaldo Minetto.

Evanílson deverá estar à disposição do técnico Sandro Gomes apenas no fim de semana, no jogo contra o Grêmio Osasco, fora de casa. Aliás, a tabela preocupa os galistas, pois os três jogos seguintes serão contra o Rio Branco, em Americana, Grêmio Osasco, em Osasco e o líder Capivariano, no Pradão.

Independente sofre derrota nos acréscimos


O Independente desaprendeu jogar em casa. Depois que bateu o São Bento por 3 a 1, na estreia, o Galo não venceu mais no Pradão. Foram três jogos, com um empate diante do Juventus (2 x 2) e duas derrotas para Itapirense e Taubaté, ambos por 2 a 1.

Sendo assim, o alvinegro deixou de conquistar 8 pontos, que lhe colocariam hoje na vice-liderança do Campeonato Paulista da Série A-3. Ontem no Pradão, faltou sorte ao alvinegro, que sentiu demais a ausência de Terrão, novamente vetado pelo Departamento Médico. Antes de a bola rolar, Evanílson, ex-lateral da Seleção Brasileira foi apresentado e recebido com carinho pelos alvinegros.

O Taubaté por sua vez, não era nem sombra daquele time do início da competição, que perdia de todo mundo. Mas postado em campo e com a estreia de quatro jogadores, entre eles o volante Floriano, que teve seu nome gritado pela torcida pelos serviços prestados ao Galo, o Burro da Central se portou melhor do que o Independente no primeiro tempo.

Logo aos 6 minutos, o zagueiro Gustavo avançou ao ataque e da meia-esquerda arriscou. O goleiro Everton, que fazia seu segundo jogo como titular no lugar de Wandinho, espalmou. Quatro minutos depois, outra jogada em cima do estreante Julinho, ex-Grêmio Barueri. Gustavo desceu pela esquerda e cruzou na medida para Gilsinho, que perdeu uma ótima oportunidade, finalizando por cima do gol, mesmo estando livre na pequena área.

O Taubaté era o senhor do jogo e aos 11 minutos, passe preciso de Lelo para Gilsinho. O atacante desceu sozinho em direção ao gol, mas parou em Everton, que fez um milagre, evitando a abertura do placar.

Só dava Burro da Central e aos 14 minutos, após escanteio cobrado pelo maestro Luizinho, Lelo subiu sozinho, cabecendo à direita de Everton. Enquanto isso na arquibancada, a pequena, porém barulhenta torcida galista, pedia mais raça do seu time.

Para não dizer que o Galo deixou de atacar no primeiro tempo, aos 17 minutos, o estreante Bina, ex-Taboão da Serra, bateu de fora da área e o desvio em Fábio quase traiu o goleiro Santos, que por sinal, jogou de cor de rosa no primeiro tempo. Já Tavares, sumiu em campo.

Aos 42 minutos, o inteligente Luizinho viu o goleiro Everton adiantado e tentou marcar por cobertura, bem de longe. Por sorte, sua avantajada estatura evitou o gol. Bela defesa.

O Taubaté apertou ainda mais nos minutos finais. Aos 45, Serginho finalizou de fora da área e novamente Everton espalmou. Já aos 46, Everton praticou um milagre. Após cruzamento da esquerda, Fernando desviou e Everton, mesmo caído, deu um pulo e mandou a bola para escanteio, no puro reflexo.

Segundo Tempo

O técnico Sandro Gomes não foi nada satisfeito para os vestiários. Ele sacou Julinho e colocou Ronaldo, reforçando o meio-de-campo. Seu objetivo era anular Luizinho, como fez com Lucas Lima no dérbi.



O Galo melhorou e passou a jogar como mandante. Se bem que o Taubaté reclamou de um possível pênalti em Luizinho aos 8 minutos, não marcado pelo árbitro Eduardo César Coronado Coelho. Lance, no mínimo, duvidoso.

Sandro Gomes colocou Matheus no lugar de Marabá, recuando o perdido Brumatti para a zaga. Era o que faltava para o alvinegro atacar mais. Aos 16 minutos, foi justamente Matheus que começou a jogada do gol. Ele recebeu na esquerda, trouxe para dentro e fez uma assistência perfeita para Bina. O estreante saiu livre na cara do gol, driblou o goleiro e fez 1 a 0 para o Galo.

Só que a alegria dos torcedores durou exatamente um minuto. Falta cobrada na ponta-esquerda por Luizinho. A bola viajou e encobriu Everton, que admitiu a falha ao repórter Denis Suidedos: 1 a 1.

O Taubaté voltou a gostar do jogo e a criar boas chances. Aos 20 minutos, Everton fez uma excepcional defesa no arremate de Elton. A resposta galista veio com Goiano. O volante tentou o gol de fora da área e o desvio na defesa quase traiu o goleiro Santos, que estava batido no lance.

A situação galista começou a se complicar aos 24 minutos. O zagueiro Fernando entrou de forma violenta em Serginho e os dois deixaram o campo: o becão expulso e o meia machucado. Com isso, Sandro Gomes precisou recompor o setor com Freicon no lugar de Tavares.

O Burro da Central avançou seus meias e teve um gol anulado no minuto seguinte com Gustavo, que estava impedido. Fechado e a espera de um contra-ataque, o Independente quase passou a frente aos 35 minutos. Bina recebeu antes da risca divisória e desceu sozinho em velocidade. Com o goleiro à sua frente, Bina bateu e Santos deu rebote. O mesmo Bina conseguiu ainda se livrar do goleiro, porém pegou embaixo da bola, por cima do gol, inacreditavelmente.

A torcida galista foi a loucura aos 37 minutos com outro gol feito desperdiçado. Goiano, eleito o melhor em campo pela Rádio Educadora 1020 AM, partiu driblando do campo de defesa até ficar livre na grande área. O volante escolheu o canto e tocou. A bola caprichosamente não entrou, para desespero dos seus companheiros de time.

Mesmo com 10, o Independente pressionava e aos 45, Matheus disparou uma bomba da meia-esquerda, defendida em dois tempos por Santos. Só que os deuses do futebol reservaram uma surpresa desagradável e ainda por cima aos 46 minutos. Na primeira vez que ficou livre no segundo tempo, Luizinho conseguiu cruzar na medida para o gol de cabeça de Val Ceará, decretando a vitória dos visitantes, que mesmo assim, continuam na zona do rebaixamento.

Abatidos, os jogadores do Independente não sabiam explicar os motivos de mais uma derrota, a segunda consecutiva, que afastam ainda mais o alvinegro do G8. Agora serão dois jogos fora de casa contra Rio Branco, na quarta-feira, às 20h30, em Americana e no domingo, às 10h, diante do Osasco, fora de casa.

Ficha Técnica

Independente 1 x 2 Taubaté

Gols - Bina aos 16 minutos do 2º tempo (IN); Luizinho, de falta, aos 17 e Val Ceará aos 46 minutos do 2º tempo (TAU)
Local - Pradão
Árbitro - Eduardo César Coronado Coelho
Auxiliares - Vítor Salzani e Adriana de Almeida Silva
Independente - Everton; Marabá (Matheus), Fernando e Douglas; Julinho (Ronaldo), Brumati, Goiano, Generozo e Fábio Leite; Bina e Tavares (Freicon). Técnico - Sandro Gomes.
Taubaté - Santos; Elton, Marlon, Fábio e Gustavo; Floriano, Bruno, Serginho (Hércules) e Luizinho; Gilsinho (Val Ceará) e Lelo (Rafael). Técnico - Karmino Colombini.
Ocorrências - cartão vermelho para Fernando (IN) e amarelos para Everton (IN), Bruno e Serginho (TAU).

Fotos JB Anthero
Matéria - Edmar Ferreira

16 fevereiro, 2012

Entrevistas do Independente após o empate contra o Juventus no Pradão

Entrevista Pós Jogo - Morales e Mateus - Independente x Juventus by suidedos

Entrevista Pós Jogo - Sandro Gomes e César Mendes - Independente x Juventus by suidedos

Independente empata com gostinho de vitória

Comemoração no gol do atacante Tavares.

Atacante Mateus, que fez sua estreia em jogos oficiais, marcou o gol de empate.

Na circunstância da partida, o empate não foi um mal resultado. A equipe comandada pelo técnico Sandro Gomes conseguiu o empate no segundo tempo e garantiu um ponto importante para a manutenção no G8 da Série A-3. Tavares, no primeiro tempo e Mateus, no segundo, fizeram os gols. O Galo está na oitava posição.

Desfalques - Para a próxima partida, contra a Francana, atormentam a cabeça do treinador. Goiano recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora da próxima partida. Marabá, com problemas no tornozelo esquerdo, também está fora.

Rodrigão - Continua vetado pelo departamento médico e dificilmente viaja para a cidade de Franca. Ricardinho, contratado recentemente, também está no Departamento Médico.

Cartões - Ontem, no Pradão, além do capitão Goiano, Deivid também foi advertido com o cartão.

Público Pagante - Perguntei ao fiscal o número de torcedores pagantes no estádio e fui surpreendido. Apenas 499 pagantes. Tenho certeza que tinha muito mais torcedores no estádio.

Athirson - Segundo o investidor Márcio Braga, o lateral esquerdo não vem mais. Decidiu ficar no Rio de Janeiro para se aproximar da família. E com todo respeito, acredito que não fará falta ao Galo. Jogador vem atuando no Show Bol e até pegar o ritmo de uma Série A-3, o campeonato já estaria no fim.

Mandatário - Afirmou ainda que nos próximos dias, outro jogador de Seleção Brasileira pode chegar no Agostinho Prada. Vamos aguardar.


Gols do Independente no empate por 2 a 2 contra o Juventus

Gol do Independente - Empate 2 a 2 - Gol de Mateus by suidedos

Inpedente 1 x 0 Juventus - 15-02-2012 by suidedos

Partida comemorativa entre o São Paulo Máster e o Independente de todos os tempos.

13 fevereiro, 2012

Gols do Independente com a narração de Edmar Ferreira

Gol do Independente - Chalita - 1 a 0. by suidedos

Gol do Independente - Morales - 2 a 0 by suidedos

Galo vence o clássico e entra no G8




A forte chuva que caiu algumas horas antes do dérbi em Limeira, as derrotas dos dois times no meio de semana e o clássico entre Corinthians x São Paulo na televisão afastaram os torcedores do Limeirão. Foram pouco mais de 1.700 pagantes, para um jogo que estava cercado de muita expectativa.

Mesmo assim, que compareceu viu um grande jogo, válido pela quinta rodada da fase de classificação da Série A-3. Pena que as estrelas ficaram de fora do espetáculo. Fernando Russi, no Leão, e Rodrigão, no Galo, foram vetados e não puderam atuar. Brumati e Rodney completaram a lista dos vetados.

No Galo, o técnico Sandro Gomes adotou o esquema tático 3-5-2, com Mosca, Fernando e Marabá. Já Ronaldo, que ganhou a condição de titular no lugar de Generozo, entrou em campo simplesmente para anular Lucas Limas, e conseguiu. O meia não foi nem sombra daquele jogador decisivo que costuma ser.


No Leão por sua vez, Lelo colocou o volante Júnior na vaga de Rodney e entrou com Diego Carioca, que teve liberdade até demais durante a partida, mas foi pouco eficiente, deixando a desejar. Estranho mesmo foi o posicionamento de Serginho, distante da ala onde costuma brilhar. Sendo assim, Fábio Leite jogou a vontade pelo setor, tabelando e levando o alvinegro da Vila Esteves ao ataque.

JOGO

Foi um ótimo primeiro tempo apesar do empate sem gols. Até por jogar em casa, a Inter tomou a iniciativa da partida. Aos 9 minutos, no cruzamento de Diego Carioca da esquerda, Ray se antecipou a marcação e, de cabeça, desviou com extremo perigo. A bola pegou na sustentação da trave. A resposta galista veio dois minutos depois. Na jogada de Fábio Leite pela esquerda, Baiano conseguiu encontrar um espaço para cruzar. A bola fez uma curva e passou do goleiro Fágner, porém Tavares cabeceou fraco para o gol.

Na melhor oportunidade do Leão, escanteio cobrado por Lucas Lima aos 18 minutos e Serginho emendou de primeira. A bola encobriu o goleiro Wandinho, mas Fábio Leite, no lugar certo e na hora certa, salvou em cima da linha.


O Galo tinha uma marcação eficiente, mas dificuldades para contragolpear. Aos 20 minutos, após excelente troca de passes no ataque, Tavares bateu forte da meia-direita e Fágner espalmou, evitando a abertura do placar.

A Inter pressionou o rival nos 15 minutos finais, jogando na área adversária. Aos 36, Ray conseguiu cruzar da direita e Lucas Biselli, livre na pequena área, finalizou por cima, perdendo um gol feito. Três minutos depois, Lucas Lima serviu Ray, que saiu livre na cara do gol. Só que o atacante perdeu o tempo da bola, facilitando o trabalho do goleiro Wandinho, que estava atendo no lance.

Curiosamente, um dilúvio caiu apenas no intervalo da partida. Pior para os torcedores que não tinham como se proteger. Alguns leoninos foram para as cativas, mas os galistas tentavam se esconder debaixo de uma pequena marquise.

Segundo tempo



Os dois times voltaram com a mesma formação, só que a postura do Independente foi diferente. O time deixou de jogar apenas defensivamente e passou a buscar o gol.

Sandro Gomes foi o primeiro a mexer, sacando Baiano para a entrada de Deivid. Em seguida tirou Fábio Leite e colocou Chalita. As mudanças causaram espanto nos galistas, mas surtiram efeito imediato.

A Inter por sua vez, criava, mas não concluía em gol. Aos 15, Lucas Lima exigiu uma defesa difícil de Wandinho. A zaga galista era perfeita e tinha no gigante Fernando o seu "porto seguro". Foi uma das atuações mais perfeitas de um zagueiro, escolhido por unanimidade como o melhor jogador em campo. "Nunca vi um becão da altura dele se portar tão bem em campo. Me encheu os olhos", dizia Roberto Martins, durante a transmissão da Rádio Educadora.

A história do dérbi começou a ser definida aos 18 minutos. Cruzamento perfeito de Bruno Morales da esquerda e desvio fatal de Chalita. Foi o terceiro gol do “talismã” na competição.

A torcida do Independente ainda comemorava a abertura do placar, quando o segundo gol saiu. Falta cobrada por Bruno Morales na esquerda. A bola entrou no ângulo de Fágner, indefensável: 2 a 0. O gol teve um sabor especial para o lateral, que fim do ano passado foi dispensado pelo técnico Lelo, indo parar no Pradão. "Não gosto de usar a palavra vingança. Não é do meu feitio. Fico feliz pelo gol que marquei e pela assistência que dei. Foi o nosso dia", comentou o herói galista.


A Inter teve um gol anulado aos 21 minutos. Lucas Lima cruzou da esquerda e Ray marcou de cabeça. O auxiliar Marcelo Rodrigo da Silva levantou seu instrumento, anulando o gol. Ele entendeu que houve uma carga na subida do atacante.

A Inter não conseguia furar a retranca do rival. Serginho, Lucas Lima e Lucas Biselli até que tentavam, mas eram quase sempre desarmados na entrada da área. Lelo colocou o jovem Giovane no lugar de Diego Carioca e em seguida entrou com Fábio na vaga de Júnior.

Com o avanço do zagueiro Cazone, que passou a jogar como um ponta, a Inter ficou com enormes buracos na defesa. Sendo assim, Tavares e Chalita, que têm a velocidade como característica, deram um enorme trabalho a Bruno Itapagipe. Aos 36, Generozo arriscou de fora da área, assustando Fágner.



Como "tudo para o Independente é mais difícil", Ronaldo fez falta dura em Giovane e como já tinha recebido o cartão amarelo anteriormente, foi expulso de campo. O Leão queria descontar, para buscar o empate em seguida. O problema era balançar a rede.

Aos 38, na única jogada de destaque de Lucas Lima no dérbi, o cruzamento foi perfeito na cabeça de Ray, que na pequena área, escorou para fora. O Galo se fechou ainda mais, garantindo a importante vitória. Agora, o retrospecto do dérbi é de 17 confrontos, com 8 vitórias leoninas, 5 galistas e 4 empates; Inter marcou 17 gols e o Independente 15.


Situação

A vitória recoloca o Independente no G8, ou seja, no grupo dos classificados para o quadrangular final. Com os três pontos, o alvinegro da Vila Esteves chega aos 9, na sexta posição. A Inter por sua vez, despenca mais quatro posições, caindo para o décimo lugar, com 7 pontos. Em duas rodadas, o Leão perdeu oito posições na classificação.

Os dois times voltam a jogar na quarta-feira. Às 16h, a Inter jogará em Osasco contra o time da casa, enquanto o Independente receberá o Juventus, às 20h30, no Pradão.

Ontem mesmo, Márcio Granada, parceiro do Independente, anunciou o experiente meia Ricardinho como reforço para a sequência da Série A-3. É o mesmo jogador que passou por Palmeiras, Vitória, Paulista de Jundiaí, entre outros clubes.

Ficha Técnica

Internacional 0 x 2 Independente

Gols - Chalita aos 18 e Bruno Morales aos 20 minutos do 2º tempo (IND)
Local - Limeirão
Árbitro - Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Auxiliares - Marcelo Rodrigo da Silva e Diego Moreli de Oliveira.
Público - 1.833
Renda - R$ 14.815,00
Internacional - Fágner; Serginho, Cazone, Bruno Itapagipe e Paulo Henrique (Anderson Preto); Ricardo, Júnior (Fábio), Diego Carioca (Giovane) e Lucas Lima; Lucas Biselli e Ray. Técnico - Lelo.
Independente - Wandinho; Mosca, Fernando e Marabá (Generozo); Bruno Morales, Goiano, Ronaldo, Terrão e Fábio Leite (Chalita); Baiano (Deivid) e Tavares. Técnico - Sandro Gomes.
Ocorrências - cartão vermelho para Ronaldo (IND); e amarelos para Cazone, Bruno Itapagipe (3º), Ricardo, Diego Carioca e Fábio (INT); Fábio Leite, Fernando, Terrão e Tavares (IND).

Matéria de Edmar Ferreira
Fotos - Mário Roberto (Lemão)

09 fevereiro, 2012

Independente decepciona e perde em casa


Como pode o time da casa não chutar uma bola sequer no gol nos 45 minutos iniciais? Isso aconteceu com o Independente ontem à noite, diante da Itapirense, no Pradão, pela 4ª rodada da Série A-3.

O goleiro Adnan, conhecido por sofrer o primeiro gol de Rogério Ceni quando ainda atuava pelo União São João, foi um mero espectador no primeiro tempo. O Galo tinha um domínio falso do jogo. Toques e mais toques no meio de campo, porém sem progressão.

A Itapirense, que perdeu seus dois jogos em casa e venceu o Juventus na Rua Javari, provou que realmente sabe jogar como visitante. Aos 15 minutos, Veloso entrou em velocidade pela esquerda e quando invadiu a área, acabou derrubado por Mosca. Pênalti bem marcado por Paulo Sérgio dos Santos. Elton cobrou com extrema categoria, deslocando o goleiro Wandinho. Itapirense 1 a 0.


Com Tavares e Rodrigão jogando muito recuado, o Galo não tinha poder ofensivo. Aos 30, o rápido Romário cortou dois marcadores e bateu para a defesa de Wandinho. Aos 34 não teve jeito. Outra jogada pela esquerda e novamente com Veloso. Ele fintou facilmente Mosca e cruzou para trás, para o arremate certeiro de Romário: 2 a 0.

No minuto seguinte, por pouco a Itapirense não ampliou. Mais um cruzamento da esquerda de Veloso e Elton, com o gol aberto, incrivelmente furou. Irritada, a torcida começou a pedir mudanças no time e Sandro Gomes atendeu, sacando Mosca e colocando Bruno Morales, reforçando o setor mais vulnerável do alvinegro.

O Independente voltou melhor para o segundo tempo, mais aceso. Logo aos 2 minutos, Tavares deu uma meia-lua sensacional em Odirlei na área e cruzou para o gol de Rodrigão. Segundo gol do ex-atacante do Palmeiras e do Santos.


O gol incendiou o Galo. Aos 7, Terrão serviu Tavares, que bateu cruzado para a defesa de Adnan. Aos 16, Tavares levantou na medida para Rodrigão, que dominou com categoria e girou. Para sua infelicidade a bola raspou o travessão do Coelho Loko. Aos 22, Adnan voou para evitar o gol de empate de Bruno Morales.

A Itapirense tinha em Uanderson o seu maestro em campo. Uma categoria invejável. Aos 27, ele arriscou da meia-esquerda e Wandinho deu rebote. Elton aproveitou a sobra e mandou no travessão.

Aos 30 minutos, Brumati e Elton trocaram socos e foram expulsos pelo árbitro. Com isso, o becão está fora do derbi. A torcida pediu e Sandro Gomes colocou em campo o artilheiro Luiz Chalita.

Foram 10 minutos de pressão total do Galo, mas a bola não entrou. Aos 45, Luiz Chalita cruzou na cabeça de Murilo, que escorou para fora. Fim de jogo e tropeço inesperado do alvinegro em casa. Que venha o derbi no domingo, às 16h, no Major Levy.

Ficha Técnica

Independente 1 x 2 Itapirense

Gols - Elton, de pênalti, aos 15 e Romário aos 33 minutos do 1º tempo (ITA); Rodrigão aos 2 minutos do 2º tempo (IND)
Local - Pradão
Árbitro - Paulo Sérgio dos Santos
Auxiliares - Vinicio Messias e Souza e Sandro Rogério Barbosa
Independente - Wandinho; Fernando, Brumati e Marabá; Mosca (Bruno Morales), Goiano, Generozo (Luiz Chalita), Terrão e Fábio Leite; Rodrigão (Murilo) e Tavares. Técnico - Sandro Gomes.
Itapirense - Adnan; Jabá, Odirlei, Joel e Valdo; Ronaldo, Daniel (Régis), Veloso (Reinaldo) e Uanderson; Elton e Romário (Xuxa). Técnico - Carlos Rossi.
Ocorrências - cartões vermelhos para Brumati (IN) e Elton (ITA); e amarelos para Bruno Morales, Goiano e Rodrigão (IN), Adnan, Odirlei e Joel (ITA).


Matéria: Edmar Ferreira
Foto: JH Anthero

08 fevereiro, 2012

Independente recebe o Itapirense, hoje à noite no Pradão, e espera permanecer no G8

O Estádio Comendador Agostinho Prada será o palco da partida entre Independente e Itapirense, às 20h30, pela quarta rodada do Campeonato Paulista da Série A-3. O jogo terá a transmissão dos 1020 AM Educadora com Jorge Neves, Denis Suidedos, Roberto Martins, Dj Pell e Marcelo Marchi.

O Galo da Vila soma seis pontos ganhos e ocupa a 8ª posição na tabela de classificação, com 66.7% de aproveitamento. Foram seis gols à favor e sete contra.
O Itapirense, que ocupa a 12ª posição com três pontos e 33.3% de aproveitamento, marcou quatro e sofreu cinco.

Visando a partida contra a Inter, no próximo domingo às 16h no Limeirão, o Independente não terá problemas com jogadores pendurados com dois cartões amarelos. Nos três primeiros compromissos, Fernando, Chalita, Goiano, João Gabriel, Tavares, Brumati e Mosca foram advertidos.

A vitória no último domingo, contra o Barretos, fora de casa, deu outro ânimo aos comandados do técnico Sandro Gomes. Para a partida desta noite, a única dúvida fica por conta do lateral direito Mosca que se contundiu no último jogo e será avaliado algumas horas antes da partida.

Futebol Feminino

Antes do início da partida principal, às 19h, será realizado um jogo preliminar no Pradão. Trata-se do amistoso envolvendo o Nosso Clube e o XV de Piracicaba, que é representado pelo sindicato dos comerciários da cidade vizinha.

Segunda a diretoria, a atração servirá para que os torcedores tenham mais uma opção de entretenimento no Pradão. A diretoria fará plantão de vendas dos ingressos à partir de 16h ao preço de R$ 10. Estudantes e aposentados pagarão cinco reais. Segundo a Assessoria de Imprensa, os refletores foram concertados e a partida será realizada sem problemas no Pradão.

Ficha Técnica

Independente x Itapirense

Independente - Wandinho, Mosca (Morales), Brumati, Marabá e Fábio Leite; Fernando, Generozo, Goiano e Terrão; Rodrigão e Tavares. Técnico - Sandro Gomes.
Itapirense - Adinam; Chefferson, Joel, Odirlei e Valdo; Reinaldo, Anderson, Hamílton, Xuxa e Ronaldo; Élton. Técnico - Carlos Rossi.
Árbitro - Paulo Sérgio dos Santos
Auxiliares - Vinicio Messias de Souza e Sandro Rogério Barroso
Local - Estádio Comendador Agostinho Prada, às 20h30.

06 fevereiro, 2012

Vitória coloca o Galo no G8



Com aplicação invejável o Independente conquistou sua segunda vitória pelo Campeonato Paulista da Série A-3, no Estádio Antonio Gomes Martins, em Barretos.

Logo no início da partida, realizada ontem pela manhã, o Galo da Vila exibia muita determinação, sendo implacável na marcação e, consequentemente nos desarmes.

A opção do técnico Sandro Gomes em colocar Generozo como segundo volante foi muito feliz, uma vez que Fernando passou a atuar praticamente como terceiro zagueiro, compondo um miolo de zaga consistente ao lado de Brumati e Marabá.

Por falar em sistema defensivo, o zagueiro Brumati, que abriria o placar aos 19 minutos, quase mandou para as redes aos 11, depois de aproveitar rebote de escanteio.

Terrão, no minuto seguinte, poderia deixar sua marca. Ao receber lançamento pelo setor esquerdo, ele apareceu livre na grande área. Na saída do goleiro barretense Fernando, ele tentou um chute cruzado, rasteiro, mas a bola foi desviada com os pés para a linha de fundo.



A equipe limeirense pressionava, enquanto o Barretos sentia a revolta de sua torcida, inconformada com a derrota frente ao São Bento, na quinta-feira passada por 2 a 0, em Sorocaba.

A fúria aumentou aos 19 minutos. Depois da cobrança de falta de Terrão, Ricardo afastou mal e Brumati se posicionou no bico esquerdo da pequena área. A bola chegou aos seus pés e ele tentou de primeira, furando; na segunda tentativa, porém, mandou um chute forte, cruzado, inapelável para o arqueiro do Barretos.

A vitória parcial animou os comandados de Sandro Gomes e o Galo ampliou. O lateral Fábio Leite, o melhor jogador do primeiro tempo, mais uma vez avançou com qualidade pela esquerda e recebeu a bola em velocidade. Ao tentar livrar-se de seu marcador, invadiu a área e foi calçado.

O árbitro Renato Fazanaro Canadinho não teve dúvidas a apontou a marca da cal. O centroavante Rodrigão, com muita personalidade, ajeitou para a cobrança e, num chute forte, no meio do gol, fez 2 a 0.

O Barretos dependia apenas de lances esporádicos, especialmente dos levantamentos para a área em bolas paradas, e assim conseguiu diminuir aos 43 minutos. Léo Franco levantou e Roger escorou para a entrada de Moisés, que se aproveitou da bobeada da defesa para diminuir.

Etapa complementar

No segundo tempo esperava-se, como seria normal, a pressão do Barretos em busca do empate. O técnico Valter Ferreira promoveu a entrada de Washington no lugar de Roger e a alteração deu resultado. O atacante era mais veloz que se companheiro e, atuando na faixa direita do gramado, complicou a vida do Galo.

Apesar disso o Independente não deixava de atacar, pois os adversários ficaram mais vulneráveis. Um lance chamou a atenção aos 11 minutos. Rodrigão recebeu a bola um pouco adianto da intermediária adversária e, percebendo o goleiro Fernando adiantado ele chutou por cobertura. A bola, para usar o lugar comum, caprichosamente não entrou.

Sandro Gomes acenderia sua estrela quando colocou Luiz Chalita aos 16 minutos no lugar de Tavares. Inteirinho no jogo o atacante deu trabalho como ponta esquerda. O que não se esperava, todavia, aconteceu. Depois de 20 minutos na segunda etapa o Galo vacilava repetidamente no primeiro combate, expondo demais seus zagueiros contra uma equipe limitada tecnicamente, porém bastante motivada.

Estes espaços proporcionaram o empate aos 27 minutos. Após receber cruzamento de Petterson pela direita, o experiente armador Leo Franco, quase da entrada da área, acertou um chute forte contra as metas de Wandinho, que nada pode fazer.

O empate, porém, fez bem ao Independente, que passou a demonstrar mais atenção depois disso. Terrão ficou mais enfiado no ataque e, ao receber lançamentos, municiava com precisão seus companheiros. Chalita, em uma dessas pontadas, quase marcou, mas a bola foi desviada pela zaga. Somente aos 36 minutos o grito da vitória, definitivamente, sairia da nação galista.

Depois de triangulação entre Terrão, Rodrigão e Ronaldo a bola sobrou para este último levantar para a área. Luiz Chalita, atento na jogada, apareceu e testou contra as redes, no canto baixo do goleiro.


Apesar de alguma desatenção na segunda etapa o Independente jogou melhor e mereceu o resultado. Generozo foi o rei dos desarmes, Fábio Leite um lateral envolvente e, Chalita, o salvador da pátria, embora todos, de uma maneira geral, tivessem boa atuação.

O goleiro Wandinho, apenas, deu alguns sustos quando saia pelo alto, mas fez, pelo menos, duas defesas importantes que minimizaram esta deficiência. O Galo volta a campo na próxima quarta-feira, no Pradão, contra o Itapirense, jogo marcado para as 20h30.

Ficha Técnica

Barretos 2 x 3 Independente

Gols - Brumati aos 19 e Rodrigão aos 42 minutos do 1º tempo e Luiz Chalita aos 36 do segundo tempo (IN); Moisés aos 43 do 1º tempo e Léo Franco aos 27 do 2º tempo (B).
Local - Estádio Fortaleza, em Barretos
Árbitro - Renato Fazanaro Canadinho
Auxiliares - Welington Camargo e Rafael Cezar Fernandes.
Público - 333 torcedores
Renda - R$ 4.372,00
Independente - Wandinho; Mosca (Ronaldo), Brumati, Marabá e Fábio Leite; Fernando, Generozo, Goiano e Terrão; Rodrigão (André Marcos) e Tavares (Luiz Chalita). Técnico - Sandro Gomes.
Barretos - Fernando; Ronaldo (Arnaldo), Ricardo, Bruno José e Ceará; Petterson, Moisés, Marquinhos e Léo Franco; André Araújo (Mario Andre) e Roger (Washington). Técnico - Valter Ferreira.
Ocorrências - cartões amarelos para Mosca (IN) e Léo Franco (B).

05 fevereiro, 2012

Galo vence em Barretos e conquista sua segunda vitória na A-3

A derrota para o Flamengo, por 4 a 0, na última quarta-feira, serviu de motivação para o Independente encarar o Barretos fora de casa. Os comandados do técnico Sandro Gomes fizeram uma excelente partida e venceram pelo placar de 3 a 2. Brumati, Rodrigão e Chalita foram os autores dos gols. Confira na voz vibrante do narrador Edmar Ferreira, os gols do Galo:

Gol de Brumati - Galo 3 x 2 Barretos by suidedos

Gol de Rodrigão - Galo 3 x 2 Barretos by suidedos

Gol de Chalita - Galo 3 x 2 Barretos by suidedos

Fora de casa, Independente busca a reabilitação contra o Barretos pela Série A-3

A goleada sofrida para o Flamengo, por 4 a 0, na segunda rodada do Campeonato Paulista da Série A-3, é assunto do passado. Na longa conversa que teve com os atletas na reapresentação, o técnico Sandro Gomes conseguiu motivar o elenco para a partida desta manhã, às 10h, contra o Barretos, pela 3º rodada. O jogo terá a transmissão da Rádio Educadora 1020 AM, com Edmar Ferreira, Dr. Roberto Lucato, João Valdir de Moraes, Marcelo Marchi e Dj Pell.

O treinador alvinegro deverá promover algumas mudanças na equipe titular.

"Com dois jogos por semana, acaba existindo o desgaste dos atletas e precisamos de reposição qualificada. O grupo tem essa característica e estamos confiantes na busca pelos três pontos", afirmou Sandro Gomes. O atacante Rodrigão, que atuou nos 45 minutos do segundo tempo em Guarulhos, continua como opção de frente.

Na defesa, Brumati, Marabá e Fernando deverão continuar na equipe titular, formando o esquema 3-5-2. O lateral Deivid e o atacante Baiano perderam a condição de titular. Os substitutos serão Generozo e Rodrigão.

Na partida contra o Flamengo, a delegação alvinegra saiu de Limeira às 12h, para jogar às 16h e a situação pegou alguns diretores e conselheiros de surpresa. Para evitar maior desgaste, jogadores e comissão técnica sairam às 12h de ontem e dormiram na cidade de Barretos. O Indepentende soma três pontos em duas partidas disputadas e ocupa a 12ª posição com 50% de aproveitamento.

Barretos

A equipe dirigida pelo técnico Valter Ferreira buscará a recuperação na tabela contra o Independente. O Touro do Vale, como é conhecido o time de Barretos, empatou a primeira partida em casa (Barretos 1 x 1 XV de Jaú) e perdeu a segunda por 2 a 0, fora de casa, contra o São Bento. Na ocasião, os comandados de Ferreira dominaram a primeira etapa mas não conseguiram reverter o maior volume de jogo em gols. No segundo tempo, o Azulão Sorocabano voltou melhor e conquistou os três primeiros pontos na Série A-3. A equipe ocupa a 16ª posição com 16% de aproveitamento.

Recordar

Foi em Barretos que o Independente conquistou o acesso para a Série A-3 em 1999, sob o comando de Edson Só. O gol do acesso foi marcado pelo lateral Lico, de falta, aos 36 minutos do 1º tempo. Emerson empatou aos 46 minutos da etapa complementar.
Esse jogo foi realizado em 14/11/1999 e o Galo atuou com: Buzetto; Paulo Roberto, Marcel, Nil e Lico, Amaral, Ivan, Edmar e Ricardo (Milá), Carioca (Régis) e Negretti (Teco).

Ficha Técnica

Barretos x Independente

Independente - Wandinho; Brumati, Marabá e Fernando; Morales, Fábio Leite, Goiano, Generozo e Terrão; Tavares e Rodrigão - Técnico - Sandro Gomes.
Barretos - Fernando; Caetano, Édson Batatais, Ricardo e Henrique; Edgar, Peterson, Dedé e Roger; Léo Franco e André Luís - Técnico: Válter Ferreira.
Árbitro - Rodrigo Pires de Oliveira.
Auxiliares - Alex Matos Resende e Orlando Coelho Junior.
Local - Estádio Fortaleza, em Barretos, às 10h.

02 fevereiro, 2012

Irreconhecível, Independente perde para o Flamengo por 4 a 0, em Guarulhos


Abrindo a segunda rodada do campeonato Paulista da Séria A-3, Flamengo e Independente se enfrentaram no estádio "Antonio Soares de Oliveira", em Guarulhos, na tarde de ontem. Curiosamente, o estádio é situado no Jardim Tranquilidade. E foi exatamente este aspecto que faltou ao time comandado pelo técnico Sandro Gomes durante os 90 minutos.

A boa atuação do Galo na última partida, contra o São Bento, gerou a expectativa de que a equipe teria condições de vencer fora de casa e o treinador manteve exatamente a equipe que foi escalada no último confronto.

Pelos lados do Flamengo de Guarulhos, que jogou com cinco jogadores no meio de campo, as jogadas fluíram com naturalidade na construção do placar elástico. Nos primeiros 45 minutos, era evidente a superioridade da equipe da casa.

Com maior volume de jogo ofensivo, os jogadores do Flamengo eram orientados pelo técnico Evaristo Piza a inverter as jogadas de ataque que sempre passavam pelos pés do habilidoso meio-campista Felipe Tedesco. No comando ofensivo, Deyvid era a referência do time rubro-negro jogando pela esquerda e também pela direita do ataque.

Aos 42 minutos, Deyvid cobrou falta central, forte e no canto esquerdo do goleiro Wandinho: Flamengo 1 a 0. Sem dar espaço para o Independente assimilar o gol sofrido, a equipe de Guarulhos marcou o segundo em seguida. Na cobrança de escanteio pela direita, a zaga galista afastou e a bola caiu nos pés do volante Dário que dominou, puxou para a perna esquerda e bateu de fora da área para ampliar o marcador: 2 a 0.

Segundo Tempo



No segundo tempo, o técnico Sandro Gomes promoveu as estreias do atacante Rodrigão e do lateral esquerdo João Gabriel. Com as mudanças, o zagueiro Marabá acabou jogando como lateral direito.

As alterações não surtiram efeito e o Galo continuou sofrendo com as investidas perigosas do Flamengo. O alvinegro da Vila conseguia, desde o primeiro tempo, chegar ao gol adversário somente com chutes de longa distância. Terrão, Goiano, Morales e Tavares tentaram por diversas oportunidades.

Aos 30 minutos, Felipe Tedesco foi coroado com a boa atuação durante toda a partida. Ele recebeu na intermediária e bateu com categoria no ângulo direito do goleiro Wandinho, marcando um golaço. 3 a 0.

Nos minutos finais, ainda deu tempo para o atacante Deyvid marcar o quarto gol. Recebeu bom passe em profundidade nas costas da defesa galista, driblou o goleiro e livre de marcação deu números finais ao jogo. Com o resultado, o Independente segue com três pontos em duas partidas disputadas. No próximo domingo, às 16h, o adversário será o Barretos, fora de casa.

Ficha Técnica

Flamengo 4 x 0 Independente

Local – Estádio Antonio Soares de Oliveira
Árbitro – José Cláudio Calógero.
Auxiliares – Leandro Fernandes Rodrigues e Cosme Tavares dos Santos
Público – 306 pagantes.
Independente – Wandinho; Morales (João Gabriel), Marabá, Brumati e Deivid (Rodrigão); Fernando, Goiano, Fábio Leite e Terrão; Baiano (Chalita) e Tavares – Técnico Sandro Gomes.
Flamengo – André Dias; Marcelo Ribeiro, Xandão, Luis Carlos e Bruno Poá; Osmane, Felipe Desco (Erick), Maicon e Kauê (Gean Carlo); Deyvid e Dário (Felipe Batista) – Técnico Evaristo Piza.
Ocorrências – Cartões amarelo para Felipe Desco e Deyvid (FLA); Brumati e Tavares (IND).

Fotos - Fernando Carvalho