30 janeiro, 2012

Independente quebra o tabu e vence na estreia da Série A-3

Quem esperava ver o renovado Independente desentrosado e sem poder de fogo em sua estreia no Campeonato Paulista da Série A-3, saiu surpreendido ontem do Estádio Comendador Agostinho Prada.

O Galo jogou demais, com personalidade, se impondo desde o início e não dando chance ao rival. O resultado não poderia ser outro, a não ser a vitória. Com isso, acaba o tabu de nunca ter colecionado um resultado positivo estreando em casa, diante de sua torcida. Nos nove anos de A-3, foram quatro estreias em casa e curiosamente, quatro empates.

O Galo foi o senhor da partida, soberano. Logo aos 3 minutos, Tavares foi lançado na esquerda e, de bico, exigiu boa defesa de Anderson Henao, que desviou à escanteio. Vale lembrar que Henao era o goleiro da Inter de Limeira em 2009, ano do rebaixamento para a Segundona.

Aos 7 minutos, Goiano apostou novamente na velocidade de Tavares na esquerda. Desta vez, o ex-atacante do Grêmio Osasco não perdoou. Chute forte, rasteiro, no canto direito de Anderson Henao: Independente 1 a 0. Foi o 250º gol do alvinegro em Série A-3.


O São Bento precisou sair para o jogo, abandonando a retranca inicial. Em uma falta frontal cobrada por Waldir, Wandinho espalmou. Aos 18, Brumati não gostou de uma entrada violenta de Duane na ala-esquerda de campo e desferiu uma cabeçada no rival. Para a sorte do zagueiro galista, o árbitro Rodrigo Gomes Paes só chamou a atenção de ambos, não mostrando nem o cartão amarelo.

Aos 21 minutos, Terrão quase marcou um gol olímpico. Anderson Henao foi buscar no ângulo. Só dava Independente e aos 31 minutos, Terrão lançou Baiano, que apareceu livre no ataque. O atacante deu uma meia-lua espetacular em Anderson Henao e de perna esquerda tocou para o gol. A bola ainda bateu na trave antes de entrar: Galo 2 x 0.


O terceiro gol quase saiu dois minutos depois. No levantamento de Deivid da esquerda, Baiano escorou por cima do gol. Enquanto isso na arquibancada, festa da torcida galista que a todo momento cantava: “o campeão voltou”.

Irritado com a morosidade do São Bento, o técnico Claudinho Anacleto fez duas alterações de uma só vez. Aos 39 minutos ele sacou o zagueiro Diego e o meia Neilor para as entradas dos atacantes Robinho e Ligeiro.

O time de Sorocaba melhorou nos minutos finais, mas não conseguiu descontar. Aos 45, Juninho assustou com um petardo de fora da área, por cima do gol.

Os jogadores foram aplaudidos em pé para o intervalo. Enquanto isso, o nome do ex-técnico Parraga, hoje no Grêmio de Porto Alegre, foi ovacionado pelos torcedores. Uma forma de dizer “obrigado” pelo título da Segundona do ano passado.

Segundo Tempo

O Independente voltou com a mesma formação e quase ampliou aos 4 minutos. Goiano recebeu livre na meia-direita, invadiu a área e bateu cruzado. Anderson Henao deu rebote e ninguém aproveitou a sobra.

Aos 7 minutos, Sandro Gomes mudou pela primeira vez com a entrada de Ronaldo no lugar de Deivid. No minuto seguinte, Baiano, em jogada individual pelo meio, avançou em velocidade e na entrada da área finalizou em cima do goleiro do São Bento.



O time de Sorocaba até criava, mas esbarrava no bom posicionamento da defesa alvinegra e na falta de pontaria dos atacantes. O jeito era pelo alto e foi assim que o time de Sorocaba descontou aos 22 minutos. Escanteio cobrado pela esquerda e gol de cabeça de Juninho: 2 a 1.

Só que a tarde era mesmo alvinegra. Aos 26 minutos, o limeirense Bruno Morales cruzou na medida da meia-direita na cabeça de Luiz Chalita, que escorou com estilo: 3 a 1 e a festa voltou para a arquibancada do Pradão.

O São Bento quase descontou novamente. Falta cobrada pelo zagueiro Rafael Rocha, que tirou tinta da trave. O Galo se fechou nos minutos finais e mesmo sendo pressionado, segurou o placar até o fim.

Vitória convincente do alvinegro, que volta a jogar na quarta-feira, às 16h, em Guarulhos diante do Flamengo.

Ficha Técnica

Independente 3 x 1 São Bento

Gols - Tavares aos 7 e Baiano aos 31 minutos do 1º tempo e Luiz Chalita aos 26 minutos do 2º tempo. (IN); Juninho aos 22 minutos do 2º tempo (SB).
Local - Estádio Comendador Agostinho Prada.
Árbitro - Rodrigo Gomes Paes
Auxiliares - Evandro de Melo Lima e Maria Andréia Pereira da Silva.
Público - 518 pagantes
Renda - R$ 4.620,00.
Independente - Wandinho; Bruno Morales (Mosca), Brumati, Marabá e Fábio Leite; Fernando, Goiano, Deivid (Ronaldo) e Terrão; Baiano e Tavares (Luiz Chalita). Técnico - Sandro Gomes.
São Bento - Anderson Henao; Duane, Diego (Robinho), Rafael Rocha e Anderson (Alicio); Róbinson, Juninho, Magno e Neilor (Ligeiro); Bispo e Waldir. Técnico - Claudinho Anacleto.
Ocorrências - cartões amarelos para Fernando, Luiz Chalita e Goiano (IN); Ligeiro e Robinho (SB).

Fonte: Fotos de Flaviana Fernandes
Texto: Edmar Ferreira

Nenhum comentário: