02 maio, 2011

Clássico quente.

A exemplo de Real Madrid e Barcelona, Palmeiras e Corinthians fizeram um clássico mais nervoso do que jogado. Muita rivalidade em jogo e futebol que é bom, quase não se viu.

Tudo começou com a escolha do árbitro da partida. Segundo o "Jornal da Tarde", o árbitro da partida seria o Paulo César de Oliveira. Notícia dada pela manhã. Quando o sorteio foi realizado, a Federação Paulista de Futebol cravou o nome do dito cujo. E o reboliço comeu solto. Palmeirenses ficaram revoltados por conta da escolha e mais; Ficaram revoltados com o fato do nome ter saído na imprensa antes mesmo do sorteio. Sorte dos jornalistas? Talvez.

O fato, é: Por que o Palmeiras não enviou algum dirigente para a Federação Paulista com a intenção de acompanhar o sorteio? O público tem direito de acompanhar. Imagina então uma das partes envolvidas no duelo. Por que não foram? Muito estranho.

Por que o Palmeiras, dono da vantagem de decidir em casa, não escolheu o Morumbi? A culpa do jogo ter acontecido no Pacaembu é do Corinthians? Os dirigentes do Palmeiras torcem para quem? Perguntas que infelizmente ficarão sem respostas.

Por ser Corintiano, sou fadado à seguinte afirmação: "Ele é parcial". Como assim, parcial? Vamos aos fatos, meu povo. Quer dizer que para ser "imparcial" tenho que sempre concordar com todos, ir contra as imagens e sempre criticar o Corinthians?

Vamos ao jogo.

Me adianto ao final do jogo para cravar: O Palmeiras foi melhor do que o Corinthians nos 90 minutos. E digo mais; Se tivessem entrado para praticar o futebol e tão somente isso, o Palmeiras estaria comemorando a vaga para a final do Paulistão. Não gostei do Corinthians, não gostei da escalação do Dentinho e continuo achando que o Tite não é técnico pro Corinthians. Apesar de achar que é um bom homem, trabalhador, honesto e até gostaria de vê-lo campeão com o corinthians. Uma forma de recompensa ao sujeito que foi massacrado injustamente quando a MSI chegou ao Parque São Jorge.

Mas tudo bem. Com toda a polêmica criada antes do clássico, o mais prejudicado foi o palmeiras. E prejudicado pelo próprio ambiente que formou. Quem criou toda a bagunça foi o próprio palmeiras. Quem deu a ordem para os jogadores entrarem nervosos daquele jeito? Era nítido. Ou será que vi outro jogo? Volto a cravar; Se o Palmeiras tivesse entrado para fazer a prática do futebol e tão somente isto, teria ganhado facilmente do Corinthians.

Com relação a expulsão, analiso desta forma: Não expulsaria o Danilo. Daria cartão amarelo aos dois para não "estragar" o clássico. Mas analiso de outra forma também. Para o árbitro, que viu o lance apenas uma vez e rapidamente, a força excessiva do Danilo foi muito mais nítida do que o pé alto do Liédson. E para coibir a violência, que naquele momento parecia evidente, o árbitro acabou expulsando o que viu.

Volto a declarar. Para mim, olhando e revendo o lance, não expulsaria nenhum dos dois. Mas também não critico a atitude do árbitro a ponto de dizer que ele foi completamente equivocado.

E vamos a final. Pra mim, time por time, o Santos é melhor. Tem os dois melhores jogadores do Brasil e também o técnico mais competente. Sendo assim, é o favorito para conquistar o título.

De qualquer forma, torço para que não se criem uma expectativa negativa para o confronto. Torço para que o futebol seja o assunto mais comentado do dia seguinte. E que vença o melhor.

Nenhum comentário: