01 março, 2011

Pepe completa 76 anos e recebe homenagem da Inter de Limeira.

Em entrevista descontraída, Pepe comentou muito sobre o título de 1986. Entrevista ao Assessor de Imprensa da Inter - João Vitor.


Um dos maiores ídolos do futebol brasileiro completou, na última sexta-feira (25), 76 anos de idade. Trata-se de José Macia, ou simplesmente Pepe.
Pepe é considerado um dos maiores ponta esquerda que o futebol já viu. Por ter um chute fortíssimo, recebeu o apelido de Canhão da Vila, na época que iniciava sua carreira no Santos FC.
Aliás, foi pelo time praiano que Pepe dedicou toda sua carreira: em 15 anos foram 750 jogos e 405 gols, segundo maior artilheiro da história do peixe, atrás apenas de Pelé. Mas de uma forma sadia, Pepe discorda. “Pelé veio de outro planeta, por isso, eu sou o maior artilheiro da história do Santos”, disse ele brincando.
Pela Seleção Brasileira, Pepe atuou em 40 jogos marcando 22 gols. Esteve nas campanhas de 1958-1962 e só não foi titular porque vinha de duas graves lesões.

Pepe recebe placa em homenagem ao aniversário e os 25 anos do título de 1986.

Sua carreira como técnico começou em 1973, quando ele dirigiu o time que foi Campeão Paulista. Foi o último título de Pelé pelo Santos. Mas sua carreira de treinador decolou mesmo nos anos 80-90. Em 1985 conduziu o Fortaleza ao título de Campeão Cearense.
Já em 1986, José Macia desembarcou em Limeira para conduzir uma das melhores equipes que já venceram o Campeonato Paulista.

Contando com jogadores experientes e com algumas promessas, Pepe não teve muito trabalho para entrosar aquela brilhante equipe. “Arrumamos aquele time em uma excursão pela África, depois foi fazer com que eles acreditassem que poderíamos sim ser campeões”, explicou Pepe. Não deu outra. Em 42 jogos, foram 21 vitórias, 14 empates e sete derrotas. Foram anotados 59 gols e sofridos 33 gols. A seleção do campeonato daquele ano tinha sete Leoninos: Silas, Juarez, João Luis, Gilberto Costa, João Batista, Tato e Kita. A Dinamarca Caipira, como ficou conhecida a equipe da Inter naquela temporada, realmente encantou a todos.“Foram jogos gloriosos e memoráveis. Tínhamos um elenco do porte dos grandes clubes do Brasil, e por esse motivo vencemos o Paulistão”, comentou Pepe.

Sempre atencioso, Pepe parou a entrevista e tirou fotos com fãs de São José do Rio Preto.

Depois de uma passagem vitoriosa pelo São Paulo, conquistando o Brasileiro daquele mesmo ano, Pepe retornou à Limeira em 1988, quando conquistou o Campeonato Brasileiro da Série B e também em 1996, conquistando o Paulista da Série A2.
“Quando quero ser feliz volto pra Limeira. É uma cidade que me fez muito bem e a torcida da Internacional é especial demais na minha vida. Agradeço todo o povo de Limeira por todo esse carinho comigo”, disse emocionado.

Atualmente, Pepe vive em Santos e, perguntando se voltaria a dirigir uma equipe, brincou. “Já estou enferrujado para ficar na beira do gramado, mas se tivesse um convite para ser um gerente ou supervisor de futebol e com o aval da família, acho que aceitaria”, disse.
Pepe recebeu das mãos de Taymon Bueno e Vinícius Stabile, diretores da Market-in, agência que cuida do Marketing da Inter e que representaram o presidente Ailton Vicente de Oliveira, uma homenagem por todos os anos dedicados ao Leão da Paulista e também por seus 76 anos de vidas. Foi entregue uma camisa oficial da Inter, uma flâmula e uma placa que continha a seguinte frase:

“A A.A INTERNACIONAL e o Grupo Gestor agradecem aos serviços prestados, em especial, ao título do Campeonato Paulista de 1986, honrando o nome de nossa instituição. O Leão da Paulista e o povo limeirense serão sempre gratos ao senhor José Macia, o brilhante Pepe”.

Pepe fez questão de agradecer e dizer que está sempre acompanhando os resultados da Internacional. “Quero deixar meu abraço ao torcedor do Leão e ao Dr. Ailton Vicente de Oliveira que, mesmo sem nos conhecermos pessoalmente, sei que está fazendo um excelente trabalho e dizer que estou sempre por dentro dos resultados da Inter”.

Pepe recebe Flamula, Camisa e Placa dos conselheiros da Inter, Taymom Bueno e Vinicius Stabile

Além da homenagem, foi realizada também uma entrevista que conta bem como foi a passagem de Pepe pela Inter, em 1986. Além disso, Pepe falou sobre Pelé, futebol do passado e do presente e sobre os craques que abrilhantam os gramados do mundo. Essa entrevista será publicada na terceira edição da Revista Oficial da Inter, que está prevista para ser lançada em Março.

Ao fundo, no Memorial do Santos FC, galeria dos maiores artilheiros da historia da equipe praiana.

Pose com a camisa oficial. Depois das homenagens, Pepe brincou que seria interessante voltar a trabalhar em Limeira.


A entrevista foi realizada pela assessoria de imprensa da Internacional de Limeira.


Nenhum comentário: